Fortes tempestades na Europa Central deixam 9 mortos e dezenas de feridos

Nove pessoas morreram e dezenas de outras ficaram feridas na Europa Central, após as fortes tempestades que atingiram a região na noite de quinta-feira, provocando também grandes prejuízos materiais.

AFP |

A zona mais afetada foi o sudoeste e oeste da Polônia, onde os ventos chegaram a 130 km/h.

"Sete pessoas morreram, 82 ficaram gravemente feridas e precisaram ser atendidas", declarou à AFP o porta-voz do Corpo de Bombeiros polonês, Pawel Fratczak. A maioria das pessoas morreu atingidas por árvores, arrancadas do solo pelo vento.

Uma árvore caiu em cima de um carro em Chojne, perto de Sieradz, no centro da Polônia, matando uma mulher grávida de 24 anos.

Em Krotoszyn, no oeste do país, a tempestade deixou 17 feridos. Seis deles estão em estado grave, depois de terem sido eletrocutados por uma linha de alta tensão que os atingiu, acrescentou Fratczak.

Os fortes ventos também mataram duas pessoas e deixaram vários feridos na República Tcheca. Uma mulher de 75 anos morreu em Hradek nad Nisou, no norte do país, atingida por galhos de uma árvore, e um homem morreu afogado no naufrágio de um iate em um rio ao sul de Praga.

Segundo o serviço meteorológico polonês IMiGW, as tormentas foram provocadas por um choque de ar tropical, vindo do norte da África, e uma massa de ar frio do oeste.

Os ventos e as chuvas também deixaram importantes danos materiais na região.

Na Polônia, os prejuízos incluem dezenas de telhados arrancados, porões inundados, estradas bloqueadas e carros destruídos pelas árvores derrubadas, principalmente perto de Wroclaw (sudoeste), Poznan (oeste) e Lodz (centro). Várias linhas de alta tensão foram cortadas e mais de 10.000 casas estavam sem eletricidade nesta sexta-feira na região de Lodz.

O tráfego ferroviário continua interrompido em várias vias, e não deve voltar à normalidade até domingo, disse Fratczak.

Os bombeiros precisaram intervir em mais de 4.200 casos nas regiões mais afetadas.

Na Áustria, uma chuva de granizo que caiu na quinta-feira arrasou 50.000 hectares de plantações, provocando um prejuízo estimado em 15 milhões de euros pela seguradora especializada Österreichische Hagelversicherung.

Nesta sexta, mais tempestades são esperadas no leste da Polônia, porém menos intensas.

bur-/ap/sd

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG