Fortes réplicas de tremor sacodem Chile e espalham pânico

SANTIAGO (Reuters) - Duas fortes réplicas de magnitude 5,9 e 6,0 atingiram nesta quarta-feira a região centro-sul do Chile, a mais afetada por um forte terremoto no fim de semana, espalhando pânico entre moradores. O Serviço Geológico dos Estados Unidos informou que o primeiro movimento ocorreu na região de Bío Bío a uma profundidade de 35 quilômetros. O segundo sismo ocorreu na região de Maule a uma profundidade de 33 quilômetros.

Reuters |

Autoridades informaram que não há risco de tsunami na região mas moradores em pânico buscaram refúgio em locais mais altos, segundo testemunhas da Reuters.

"As características do sismo não reúnem as condições necessárias para gerar um tsunami nas costas do Chile", apontou comunicado do Serviço Hidrográfico e Oceanográfico da Marinha do Chile, enviado ao Escritório Nacional de Emergência do Chile.

O forte tremor de sábado matou mais de 800 pessoas, mas o número de mortes pode aumentar nos próximos dias, disse a presidente Michelle Bachelet.

Depois do terremoto do fim de semana, já foram registradas mais de 100 réplicas. O Serviço Geológico dos EUA registrou mais de 30 réplicas somente nesta quarta-feira.

(Reportagem de Mario Naranjo e Mica Rosenberg)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG