NOVA DÉLHI - Mais de 700 pessoas morreram desde 1º de junho na região de Uttar, no norte da Índia, por causa das fortes chuvas e das inundações registradas na área, informou hoje uma fonte oficial.

AP
AP
Casal assiste TV na sala alagada de sua casa em Nova Délhi
Segundo uma fonte do governo de Uttar, citada pela agência "Ians", 50 pessoas morreram nos últimos dias, o que eleva o número de mortos para 710 nos últimos três meses.

A fonte assegurou que as autoridades já retiraram mais de dez mil pessoas e que instalaram cerca de 274 tendas de campanha para atender aos desabrigados.

Aproximadamente 1.700 membros das forças de segurança indianas foram desdobradas na região para realizar operações de resgate a bordo de embarcações.

A maioria das mortes foi causada pela queda de edifícios e casas, segundo a fonte.

As autoridades também acreditam que 70 mil pessoas corram o risco de sofrer com epidemias causadas pela catástrofe.

Na Índia, um grande número de pessoas morre todos os anos por causa das chuvas de monção, que, no norte do país, se concentram nos meses de julho e agosto.

Leia mais sobre: Índia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.