Fortes chuvas na França deixam 3 mortos e 1,5 milhão de casas sem luz

Paris, 24 jan (EFE).- As fortes chuvas que atingem hoje o sudoeste da França e que colocaram nove departamentos em alerta vermelho durante boa parte do dia já deixaram três mortos e 1,5 milhão de casas sem luz.

EFE |

Um homem morreu após uma árvore cair sobre seu veículo, no departamento de Landes, enquanto o outro ocupante do carro ficou gravemente ferido, informaram fontes oficiais.

No mesmo departamento, um homem de 78 anos morreu ao ser atingido por um pedaço de ferro que tinha sido arrastado pelo vento, em Saint-Vincent-de-Tyrosse. Já uma terceira pessoa, de 73 anos, faleceu por um golpe de corrente, segundo a Prefeitura.

Os serviços meteorológicos, que qualificam o temporal como tendo uma "amplitude pouco comum", reconhecem que, desde que os registros começaram a ser feitos, em 1999, não havia relatos de ventos tão fortes quanto os que sopram hoje na França.

Em Perpignan, ao sul do país, houve ventos com uma intensidade de 184 km/h.

Nessa mesma cidade, o aeroporto suspendeu as atividades, como também ocorreu nas localidades de Bordeaux e Toulouse, embora os terminais aéreos destas últimas já tenham voltado a operar.

Além disso, o tráfego ferroviário foi afetado no sul por causa das árvores que caíram sobre os trilhos e que impedem o trânsito normal.

Até nove departamentos chegaram a ficar em alerta vermelho ao longo do dia (Lot-et-Garonne, Gironde, Landes, Pyrénées-Atlantiques, Hautes-Pyrénées, Gers, Haute-Garonne, Aude e Pyrénées-Orientales), dos quais só os últimos dois permanecem nesse estado.

Outros 21 departamentos se encontram em alerta laranja.

As autoridades prevêem que o alerta só será levantado no domingo à tarde. EFE jaf/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG