Fortes chuvas matam 4 e deixam turistas isolados no Peru

LIMA (Reuters) - Fortes chuvas e deslizamentos de terra mataram quatro pessoas no Peru e deixaram cerca de 2.000 turistas isolados nas ruínas incas de Machu Picchu, disseram autoridades nesta terça-feira. A chuva excepcionalmente intensa provocou deslizamentos que obrigaram à suspensão do serviço ferroviário entre Machu Picchu e Cuzco. O governo declarou estado de emergência na área, e equipes de resgate estão usando helicópteros para tirar os turistas do local.

Reuters |

"Vamos tomar medidas rápidas e imediatas. Cinco helicópteros estão disponíveis para retirar os quase 2.000 turistas retidos em Machu Picchu", disse o primeiro-ministro Javier Velásquez, que visitou a área nesta terça-feira.

Machu Picchu, cerca de 1.100 quilômetros a sudeste de Lima, é o principal destino turístico peruano, visitado por cerca de 1 milhão de pessoas por ano.

Além do trem, a única forma de acesso à antiga cidadela inca é por uma trilha de quatro dias pelos Andes.

Uma turista argentina e um guia peruano foram mortos em deslizamentos diferentes, disse a rádio RPP.

O ministro peruano de Comércio e Turismo, Martín Perez, disse que as chuvas são as mais fortes na região em 15 anos. Autoridades locais disseram que duas pessoas morreram devido ao mau tempo no fim de semana.

(Reportagem de Marco Aquino)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG