Forte tremor de terra de 7,8 graus sacode o sudoeste da China

(atualiza com grau do tremor) Pequim, 12 mai (EFE).- Um terremoto de 7,8 graus na escala aberta de Richter sacudiu o sudoeste da China às 14h (3h de Brasília GMT), tendo sido sentiu em Pequim e Xangai.

EFE |

O serviço sismológico da China está colapsado, enquanto institutos colegas dos EUA com medidores na Ásia afirmam que a intensidade do terremoto alcança os 7,8 graus.

O epicentro do terremoto (31 graus latitude norte e 103 latitude leste) foi localizado em Wenchuan, no noroeste da província de Sichuan, zona onde fica a reserva natural de Wolong (Patrimônio Mundial da Unesco) e regiões habitadas pela etnia tibetana.

Wenchuan, a 92 quilômetros ao noroeste da capital, é habitada por cerca de 111.800 pessoas, em sua maioria tibetanos, e o mês passado de março foi um dos lugares de protestos contra o Governo chinês.

Alguns habitantes da capital chinesa saíram de suas casas alarmados com o tremor, sentido nos prédios mais altos.

Trabalhadores de escritórios em Pequim retornaram a suas casas por temor a novos tremores.

Em Xangai, a torre Jingmao, o arranha-céu mais alto da China, e outros arranha-céus dessa cidade, foram evacuados, segundo a imprensa chinesa nessa cidade.

"Notamos um forte movimento, nunca vivemos algo assim em Chengdu.

A luz acabou", afirmou por telefone à Efe uma porta-voz do Prefeitura dessa cidade, com 10 milhões de habitantes.

Outras cidades da Ásia como Bangcoc, Hanói e Taipé notaram o tremor, e a agência oficial "Xinhua" disse que seus repórteres em Zhengzhou, Chengdu e Chongqing (centro do país) também notaram o tremor.

A província de Sichuan é uma das mais densamente povoadas do país, com cerca de 100 milhões de habitantes. EFE abc/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG