Forte terremoto atinge região noroeste do México

Uma série de terremotos e abalos secundários atingiu a Costa do Pacífico dos EUA e do México neste domingo, incluindo um tremor de 7,2 pontos na escala Richter que pôde ser sentido ao longo do Estado da Baixa Califórnia, no noroeste do México, e no Arizona e sul da Califórnia, informou o Serviço Geofísico dos EUA (USGS, na sigla em inglês). Segundo fonte oficiais, uma morte foi registrada.

iG São Paulo |


O terremoto da Baixa Califórnia aconteceu às 15h40 locais (19h40 em Brasília), teve epicentro a 32,3 quilômetros de profundidade e localizou-se a 18 quilômetros a sudeste da capital do Estado, Mexicali, município fronteiriço aos EUA com 900 mil habitantes, e a cerca de 175 quilômetros a leste-sudeste de Tijuana.

Inicialmente o USGS informou que o terremoto da Baixa Califórnia tinha magnitude de 6,9. Ele foi elevado para 7,2 graus cerca de uma hora depois. O terremoto foi seguido por pelo menos cinco réplicas, com a maior atingindo 5,1 graus.

Segundo o diretor da Defesa Civil da Baixa Califórnia, Alfredo Escobedo, uma pessoa morreu quando uma casa no Vale de Mexicali caiu, a 18 quilômetros de onde foi o epicentro do tremor. Escobedo disse que a vítima não foi identificada. Os problemas com as linhas telefônicas e o corte na provisão de energia elétrica dificultaram a difusão de informação sobre os danos, sobretudo em Mexicali, cidade de 1,2 milhão de habitantes.

O terremoto foi sentido por cerca de 40 segundos em Tijuana, fazendo tremer alguns prédios e cortando a energia em partes da cidade. Famílias que celebravam a Páscoa saíram correndo de suas casas, com crianças gritando e chorando. No Hospital Geral de Tijuana, os pacientes foram retirados de seus quartos após o incidente.

Reuters
Paciente do lado de fora de Hospital Geral de Tijuana depois de ser retirado do local após o terremoto

Paciente foi retirado de hospital em Tijuana

Além disso, houve falhas nas linhas de comunicação e na distribuição de água em Mexicali e em Tijuana, mas os serviços estão começando a voltar ao normal. Em Mexicali, "pelo menos um edifício ruiu e outros edifícios públicos e privados tiveram alguns danos", explicou Escobedo.

No entanto, o funcionário advertiu que o balanço certamente será maior pois, como hoje é domingo, é possível que não tenha sido avaliado o estado de muitos imóveis que abrigam centros de trabalho ou escolas.

O funcionário também informou que o terremoto causou danos em um trecho da estrada que liga Tijuana a Mexicali e, por isso, o trânsito foi interditado. Em Tijuana, "houve alguns danos menores, mas não há ninguém ferido", disse.

AP
Na cidade de Tijuana, pessoas deixaram prédios após sentir os abalos

Efeitos nos EUA

Nos EUA, o terremoto persistiu por vários segundos e foi sentido no centro de Los Angeles e de San Diego, ambas na Califórnia, causando interrupções temporárias na transmissão de energia, quebrando dutos em algumas áreas e fazendo oscilar alguns arranha-céus, mas sem causar grandes danos. O terremoto também foi sentido em Phoenix, no Arizona (a 300 quilômetros a nordeste do epicentro), e em Las Vegas, Nevada (a 460 quilômetros ao norte).

A porta-voz do Departamento de Água e Energia de Los Angeles, Maryanne Pierson, disse que a maior parte da região sul da Califórnia sentiu o tremor. "Parece que pelo menos 20 milhões de pessoas sentiram o abalo", disse. Segundo o canal de TV KABC, o corpo de bombeiros de Los Angeles respondeu a vários chamados para tirar pessoas presas em elevadores.

Na área da Baixa Califórnia houve terremotos de magnitude 3,0 durante toda a semana. "Fazia tempo que não acontecia um terremoto tão forte", disse a sismóloga do USGS Lucy Jones Jones. "A última vez que tivemos um terremoto tão grande na Baixa Califórnia ou na Califórnia foi em 1992, quando houve o Terremoto de Landers, que teve magnitude de 7,3", afirmou à Associated Press.

"Sentimos o abalo por 30 segundos", disse o xerife do Condado de San Diego, Scott Ybarrondo. "Nada caiu das paredes, mas há relatos de que quadros caíram de paredes em outros prédios da região", afirmou à rede de TV americana CNN.

Lustres balançaram e a água transbordou ao redor de piscinas nas áreas nobres de Los Angeles, de acordo com a rede de TV CNN, enquanto posts no Twitter indicaram que o tremor também foi sentido em Phoenix, no Arizona.

O tremor de 7,2 foi seguido por outro de magnitude de 4,1, que estremeceu janelas nove minutos depois em Santa Rosa, na Califórnia, norte de São Francisco. Não há informações sobre danos materiais, e Susan Potter, uma geofísica da USGS, disse à CNN que ele foi um abalo separado do que atingiu o deserto na Baixa Califórnia.

*Com informações da EFE e Associated Press


Leia mais sobre terremoto

    Leia tudo sobre: terremoto

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG