Forte terremoto atinge o Japão e deixa dois mortos

Um violento terremoto de sete graus na escala Richter atingiu o norte do Japão neste sábado, deixando para trás dois mortos, oito feridos e centenas de vidraças quebradas, segundo fontes oficiais.

AFP |

Segundo o principal porta-voz do governo, Nobutaka Machimura, duas pessoas morreram em decorrência do sismo.

"Até agora temos dois mortos confirmados. Um pescador foi engolido por um deslizamento de terra na prefeitura de Fukushima. Uma outra em Ichinoseki (prefeitura de Iwate) foi esmagada por um caminhão quando fugia de sua casa por causa do tremor", declarou o porta-voz.

"Oito pessoas estão feridas, uma delas gravemente", acrescentou.

O terremoto foi sentido com mais força na prefeitura de Iwate, cerca de 500 km a norte de Tóquio, e sacudiu prédios na capital. Um tremor secundário foi sentido menos de uma hora depois na mesma região.

Imagens da televisão japonesa mostraram prédios balançando também em cidades do norte do Japão. Trens-bala foram imediatamente desligados por precaução.

A usina nuclear de Onagawa, na prefeitura de Miyagi, funcionava normalmente, mas um operador da Tohoku Electric checava o local em busca de possíveis danos causados pelo tremor, segundo a rede NHK.

O sismo teve uma profundidade de 10 km, segundo dados da agência, que não lançou alerta de tsunami.

Contudo, o centro americano do Pacífico de alertas contra tsunamis advertiu que havia a possibilidade de tsunamis locais "que poderiam ser destrutivos num raio de 100 km do epicentro do terremoto".

"Estava dirigindo quando meu carro de repente começou a tremer. Vi postes e prédios sacudindo com violência. Nesse momento percebi que era um terremoto", contou um funcionário de gestão de desastres de Kurihara, cidade da prefeitura de Miyagi localizada perto do epicentro do tremor, citado pela NHK.

"Vi vidro quebrado e telhas caídas de telhados, mas não vi nenhum prédio ruir", afirmou.

Uma casa, no entanto, desabou na cidade de Ichinoseki, na prefeitura de Iwate, ferindo uma pessoa, segundo a rede de televisão pública.

Em outra parte de Iwate, as janelas de uma creche foram quebradas por causa do tremor e deixaram crianças e pelo menos uma professora ferida, ainda de acordo com informações da NHK.

Um oficial do corpo de bombeiros de Oshu disse que as autoridades estão recebendo chamadas de moradores atingidos por objetos que caíram durante o sismo.

Os primeiros sinais após o incidente, no entanto, não apontavam para um alto grau de destruição. Um helicóptero da rede NHK sobrevoou as áreas mais atingidas, onde o cenário de fazendas e casas parecia normal e o trânsito fluía com tranqüilidade.

Um novo sistema de alerta de terremotos foi acionado durante o sismo, enquanto a NHK anunciava o tremor momentos antes.

O Japão é alvo de 20% dos terremotos mais fortes do mundo. Ao longo do tempo, o país construiu uma infra-estrutura destinada a resistir a esses tremores.

mis/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG