Forte temporal deixa um morto em Buenos Aires

Taxista de 56 anos morreu na cidade de La Plata, após um árvore cair sobre o veículo. Não há um número exato de feridos

EFE |

Um forte temporal de chuva, vento e granizo deixou nesta segunda-feira um morto, vários feridos e muitos destroços em Buenos Aires e na sua periferia, onde caíram muitas árvores e placas de publicidade, além do teto de um posto de gasolina.

O temporal, que tinha sido advertido pelo Serviço Meteorológico Nacional, foi responsável inclusive pelo cancelamento de um importante ato da presidente argentina, Cristina Kirchner, que seria transmitido por cadeia nacional.

A vítima fatal é um taxista de 55 anos, que perdeu a vida nas imediações da cidade de La Plata, a 56 quilômetros da capital, quando uma árvore caiu sobre seu veículo, segundo confirmou a Polícia da província de Buenos Aires à imprensa local.

Pelo menos mais 15 pessoas ficaram feridas pela queda de árvores e dezenas de placas de publicidade, que em muitos casos provocaram grandes congestionamentos, precisaram as fontes policiais. Os bairros do oeste da capital argentina foram os mais afetados pela tempestade e os ventos, que alcançaram 80 km/h.

No bairro de Flores, o desabamento do teto de um posto de gasolina destruiu vários automóveis e deixou pelo menos um ferido. O serviço elétrico ficou interrompido por algumas horas em várias zonas, onde os semáforos também não funcionaram corretamente.

Embora a imprensa local tenha informado que os fortes ventos haviam destruído também a enorme feira científica Tecnópolis, apoiada pelogGoverno argentino em um prédio dos arredores de Buenos Aires, o Executivo do país negou a informação posteriormente.

    Leia tudo sobre: argentinachuvasbuenos airesmau tempo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG