Forte nevasca paralisa transportes e fecha Torre Eiffel em Paris

Aeroportos são fechados e circulação de ônibus é suspensa na capital francesa

iG São Paulo |

Uma forte nevasca levou autoridades francesas a fechar o acesso à Torre Eiffel, um dos principais pontos turísticos de Paris, nesta quarta-feira. Por causa da neve, o tráfego aéreo no aeroporto Charles de Gaulle ficou fechado durante a manhã e o transporte de ônibus em toda a capital da França foi suspenso.

Segundo a Sociedade de Exploração da Torre Eiffel (Sete), no início da manhã apenas o primeiro andar da torre estava aberta. No final da manhã, ela foi fechada completamente e não voltará a abrir nesta quarta-feira. Ainda segundo a Sete, é proibido jogar sal para derreter a neve porque o cloreto de sódio pode danificar a estrutura de ferro.

O tráfego aéreo no aeroporto de Roissy-Charles de Gaulle, no norte da capital, foi suspenso durante a manhã e reaberto às 14h (horário de Brasília) devido à forte nevasca. As pistas do aeroporto de Orly, no sul da capital, reabriram às 12h15 depois de meia hora fechadas. Nos dois aeroportos, foram registrados atrasos de pelo menos 50 minutos em metade dos voos.

A circulação de ônibus foi suspensa nas 360 linhas que cobrem a capital francesa e a região da Île de France, anunciou a RATP, empresa de transportes públicos.

Além disso, as autoridades proibiram a circulação de caminhões na região para prevenir acidentes, e recomendaram aos motoristas que evitem sair de casa - ou, em caso de absoluta necessidade, que o façam "com extrema atenção".

Polônia

O frio matou três pessoas durante a noite na Polônia, aumentando para 66 o número de mortos desde a chegada do rigoroso inverno no mês passado, informou o Centro de Segurança do governo (RCB) nesta quarta-feira.

As temperaturas chegaram a menos 30 graus Celsius na semana passada, e, apesar de terem subido desde então, para cerca de zero grau na maior parte do país, até as noites mais amenas registraram vítimas.

"Tivemos outras três mortes na noite de ontem, o que infelizmente aumenta o número total de mortos apenas no mês de dezembro para 52", disse Anna Adamkiewicz, da assessoria de imprensa do RCB. Todo ano, dezenas de poloneses, principalmente moradores de rua e bêbados, são vítimas do rigoroso inverno.

Com AFP e EFE

    Leia tudo sobre: parisfrançafrioneveeuropapolôniatorre eiffel

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG