Forças iraquianas matam líder saudita da Al Qaeda

Bagdá, 14 jun (EFE).- Um suposto líder saudita da rede terrorista Al Qaeda e quatro de seus auxiliares morreram em um enfrentamento com soldados e policiais iraquianos a oeste de Bagdá, informaram hoje fontes policiais locais.

EFE |

O chefe extremista, identificado como Abu Baker al-Saudi, e seus quatro lugar-tenentes foram mortos no domingo, em um combate com as forças iraquianas na cidade de Haditha (cerca de 80 quilômetros a oeste de Ramadi), capital da província de Al-Anbar, no oeste do Iraque.

O tiroteio, que durou várias horas, se desencadeou após os insurgentes dispararem contra as forças iraquianas, que chegaram à área após receber informações do Serviço Secreto sobre a presença de combatentes da Al Qaeda.

As fontes lembraram que o líder tinha chegado a Haditha vindo da cidade de Mossul (450 quilômetros ao norte de Bagdá), de onde fugiu da ampla operação de segurança que desde o mês passado é realizada por milhares de soldados e policiais. EFE ah/gs

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG