Bagdá, 14 abr (EFE).- As forças de segurança iraquianas libertaram hoje o jornalista britânico Richard Butler, seqüestrado em fevereiro passado por um grupo armado em Basra, 550 quilômetros ao sul de Bagdá, informou a rede de televisão Al Iraqiya.

A emissora, que citou o porta-voz do Ministério da Defesa iraquiano, Mohammed al-Askari, afirmou que o jornalista libertado está em boas condições de saúde.

A rede de televisão não deu mais detalhes sobre como aconteceu a libertação do repórter britânico da televisão americana "CBS".

O jornalista foi seqüestrado em 11 de fevereiro junto com seu intérprete iraquiano, perto de um hotel em Basra, onde estavam hospedados.

Dois dias depois, o intérprete iraquiano foi libertado pelos seqüestradores, após um acordo destes com representantes do clérigo xiita Moqtada al-Sadr, informou na época o xeque Ali al-Saidi, um dos porta-vozes de Sadr.

No entanto, as negociações para libertar o jornalista não deram resultado.

Desde o início da invasão ao Iraque, em março de 2003, por forças multinacionais lideradas pelos EUA, vários jornalistas foram seqüestrados por grupos insurgentes.

Alguns foram libertados após longas negociações, mas outros terminaram assassinados pelos seqüestradores. EFE ah/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.