Forças do Paquistão matam 30 militantes em ataque aéreo

PESHAWAR, Paquistão (Reuters) - Forças do Paquistão mataram até 30 militantes islâmicos em uma operação aérea, e três soldados e um civil foram mortos em um ataque suicida próximo à fronteira com o Afeganistão nesta quarta-feira, disseram autoridades. A ofensiva no reduto dos militantes na região tribal de Mohmand aconteceu horas depois de um homem-bomba se chocar com um carro em um comboio militar perto da cidade de Shabqadar.

Reuters |

"Temos informações de que foram mortos de 25 a 30 militantes e muitos outros estão feridos após o ataque aéreo", disse uma autoridade militar à Reuters sob a condição de anonimato.

Mohmand está perto de Bajaur, outra região tribal, onde forças de segurança lançam desde agosto uma operação pesada contra militantes. O Exército afirma que mais de 1.500 militantes foram mortos nas operações em Bajaur. Não há uma verificação independente das estimativas de mortos na região.

As forças do Paquistão estão combatendo militantes da Al Qaeda e do Taliban no noroeste do país. Os militantes têm feito retaliações com uma campanha de atentados suicidas, principalmente contra forças de segurança nas regiões de fronteira com o Afeganistão.

A violência tem levantado preocupações sobre as perspectivas do Paquistão, à medida que o governo luta contra um declínio na atividade comercial, além da pressão da Índia, que responsabilizou militantes paquistaneses pelos ataques a Mumbai na semana passada.

(Reportagem de Izaz Mohmand)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG