Forças do Iêmen matam líder de unidade da Al Qaeda

Por Mohamed Sudam SANAA (Reuters) - O líder de uma unidade da Al Qaeda no Iêmen foi morto em confronto com as forças de segurança iemenitas, e dois soldados do país morreram em uma emboscada em outra região da província, informou a agência estatal de notícias nesta quarta-feira.

Reuters |

No norte do Iêmen, ao menos 15 rebeldes xiitas morreram em confronto com membros de tribos pró-governistas e em operações de segurança iemenitas. A Arábia Saudita e o Iêmen aumentaram seus esforços contra os rebeldes nos últimos dias.

Iniciativas lideradas pelos EUA para combate à militância estão com as atenções voltadas ao Iêmen, a nação mais pobre do mundo árabe, depois que um braço da Al Qaeda no país alegou estar por trás do atentado à bomba frustrado do dia 25 de dezembro, contra um avião que viajava rumo aos EUA.

Segundo a agência de notícias estatal, o governador da província iemenita de Shabwa identificou o militante da Al Qaeda morto como sendo Abdullah al-Mehdar. Sua residência foi cercada por forças de segurança no fim de terça-feira. Mehdar teria liderado uma unidade da Al Qaeda em Shabwa, sudeste de Sanaa.

Uma autoridade de segurança disse à Reuters que Mehdar morreu em uma troca de tiros durante a noite que destruiu parcialmente sua casa, onde ele teria estado com outros nove militantes que teriam escapado.

Mais tarde, dois soldados iemenitas morreram e quatro ficaram feridos numa emboscada na estrada da mesma província, segundo a mídia estatal.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG