Forças de segurança iranianas detêm mais ativistas

Teerã, 29 dez (EFE).- As forças de segurança iranianas detiveram hoje vários ativistas da oposição, incluindo Noushin Ebadi, irmã da advogada e Prêmio Nobel da Paz iraniana Shirin Ebadi, informou o site Jaras.

EFE |

Segundo o site, administrado pela oposição, a própria advogada explicou que "quatro membros dos serviços de inteligência foram às 21h (14h30 de Brasília de ontem) no domicílio da minha irmã e a levaram detida".

De acordo com a fonte, Noushin Ebadi é professora de medicina e não realiza atividades políticas.

As forças de segurança iranianas detiveram mais de dez partidários e ativistas da oposição após os sangrentos confrontos ocorridos no domingo em Teerã entre a Polícia e grupos opositores.

Sites administrados pela oposição anunciaram na segunda-feira a detenção de dois colaboradores do ex-presidente reformista Mohamad Khatami e de três assessores do ex-primeiro-ministro e líder do movimento de oposição, Mir Hussein Moussavi.

Além disso, informaram sobre a detenção de um ativista dos direitos humanos e de Ibrahim Yazdi, ex-ministro iraniano de Assuntos Exteriores no primeiro Governo posterior à revolução de 1979.

Hoje, o site opositor "Rahesabz" anuncia a suposta detenção de três jornalistas iranianos e de uma ativista dos direitos humanos.

Nenhuma das informações pode ser corroborada por outros meios de comunicação, já que o Governo iraniano proibiu a imprensa internacional de trabalhar no terreno e cobrir as manifestações da oposição. EFE jm-msh/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG