Forças de segurança impedem atentados a aeroportos na Argélia

Argel, 4 nov (EFE).- As forças de segurança argelinas impediram dois atentados terroristas contra os aeroportos da capital Argel e de Hassi Messaoud, no sul do país, onde está uma das maiores jazidas de petróleo do país e que é explorada por companhias internacionais, informa hoje o jornal El Khabar.

EFE |

Os serviços de segurança conseguiram detectar o plano - que seria realizado pela organização terrorista Al Qaeda para o Magreb Islâmico (AQMI) - graças a informações procedentes de uma de suas células na Europa, segundo o jornal, que não diz se houve prisões.

A AQMI executaria os dois atentados simultaneamente para causar um maior efeito propagandístico à ação, diz o "El Khabar".

No Aeroporto Internacional Houari Boumediene, em Argel, os terroristas pretendiam explodir um carro carregado de explosivos, enquanto em Hassi Messaoud, seqüestrariam um avião.

Com a descoberta da tentativa, o Governo argelino decidiu reforçar a segurança em todos os aeroportos do país e pôr a gestão da mesma sob comando militar.

Em 26 de agosto de 1992, uma bomba plantada no aeroporto de Argel deixou nove mortos e 128 feridos.

Em 24 de dezembro de 1994, um comando do Grupo Islâmico Armado (GIA) - conhecido por seus brutais atentados durante os anos 1990 - seqüestrou um Airbus da Air France com 170 passageiros a bordo.

Após dois dias de negociações, os quatro membros do comando assassinaram três passageiros e ordenaram à tripulação que decolasse em direção a Marselha, onde a nave foi invadida por um comando de elite da Polícia francesa, que matou os terroristas.

O aeroporto de Argel conta com 220 câmeras de vigilância por vídeo, e os passageiros são submetidos a três controles pessoais antes de serem autorizados a embarcar. EFE jg/wr/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG