Forças de segurança frustram pirataria no Golfo de Áden

Nairóbi, 14 dez (EFE).- Piratas fortemente armados atacaram hoje um cargueiro em águas do Golfo de Áden, mas o assalto foi interceptado por helicópteros da coalizão de forças que vigiam a área, informou à Agência Efe Andrew Mwangura, diretor do Programa de Assistência Marítima do Leste da África (SAP).

EFE |

"As piratas localizaram o navio através de GPS e o atacaram com armas automáticas", acrescentou Mwangura, o que evidencia a melhora de suas capacidades técnicas e o cada vez maior alcance de suas operações.

Não se tem conhecimento, comentou Mwangura, de que nenhum tripulante tenha saído ferido, embora os piratas tenham lançado dois foguetes contra a embarcação, e se desconhecem a origem e o destino do cargueiro.

Os ataques e seqüestros dos piratas transformaram-se em algo habitual no Golfo de Áden, onde todos os navios devem manter ativos seus radares o tempo inteiro, inclusive quando se encontrem no corredor de segurança.

A intensa atividade dos piratas propiciou a realização de uma Conferência Internacional de Pirataria em Nairóbi, na quarta-feira, à qual compareceram 42 delegações de analistas de todo o mundo, convidados pela agência da ONU para a Somália (Unpos).

Entre outras conclusões, os participantes destacaram a necessidade de criar "um marco legal, criar políticas comuns e reforçar a vigilância marítima", além de fomentar o aumento de penas para os detidos que sejam acusados de pirataria. EFE pa/jp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG