Forças da RDC tiram rebeldes de ponto estratégico próximo a Goma

Kinshasa, 29 out (EFE).- As forças governamentais da República Democrática do Congo (RDC), apoiadas por soldados da Missão da ONU no Congo, rechaçaram hoje a ofensiva rebelde na localidade de Kibumba, a 30 quilômetros de Goma, na região de Rutshuru.

EFE |

O porta-voz interino da missão da ONU na RDC, Michel Bonnardeaux, assinalou que uma operação combinada de forças governamentais e da ONU permitiu despejar os rebeldes do Congresso Nacional da Defesa do Povo (CNDP) de uma colina estratégica próxima a Kibumba, região que tinha sido tomada pela guerrilha.

Os combates prosseguiram com a mesma intensidade de terça-feira e, "desde as 6h da manhã, os helicópteros da missão da ONU e das forças da RDC bombardearam as posições ocupadas pelo CNDP", disse Bonnardeaux aos jornalistas.

A cidade de Goma, capital de Kivu Norte, recuperou hoje uma "relativa normalidade", segundo disse à Agência Efe por telefone o porta-voz militar da missão da ONU, o tenente-coronel Jean-Paul Dietrich.

Além disso, Bonnaedeaux manifestou a extrema preocupação do secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, com a situação em Kivu Norte, especialmente em Goma e Rumangabo.

O porta-voz interino confirmou que o general ganês Ben Quartley assume o cargo de comandante-em-chefe interino da missão da ONU no país, após a saída do general espanhol Vicente Díaz de Villegas. EFE cy/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG