Forças bengalesas acham em quartel 44 corpos após motim

(Atualiza vítimas) Nova Délhi, 27 fev (EFE).- As forças de segurança de Bangladesh acharam hoje em uma fundação os cadáveres de 44 vítimas do motim da guarda especial de fronteiras (BDR) no quartel-general de Daca, informou uma fonte oficial.

EFE |

A descoberta eleva para 67 o número confirmado de mortos por causa do motim, que terminou na quinta-feira após quase 36 horas.

O chefe do Departamento de Bombeiros, general Abu Nayeem Shahidullah, citado pelo site "Bdnews24.com", disse que, entre os 44 cadáveres, estava o do diretor do corpo amotinado, general Shakil Ahmed.

A busca de vítimas conta com a participação tanto de batalhões especiais da Polícia, que ontem tomaram o controle do quartel, quanto de membros do Exército que hoje entraram na instalação.

Segundo a ministra do Interior, Sahara Khatun, a cujo departamento estão subordinados os BDR, embora os altos comandantes do corpo pertençam ao Exército, este entrou no quartel com autorização do Governo para buscar os cadáveres da revolta.

O motim começou após uma disputa por questões salariais entre altos comandantes do Exército e membros do BDR, que se sentem depreciados a respeito de seus "colegas" militares. EFE ja/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG