Ramala, 9 jun (EFE).- Forças de segurança palestinas atiraram e feriram gravemente um motorista que se aproximou hoje de um comboio de veículos em Ramala no qual viajava um assessor do presidente da Autoridade Nacional Palestina (ANP), Mahmoud Abbas.

Apesar de, em um primeiro momento, a imprensa palestina informar que seria uma tentativa de atacar a comitiva oficial, fontes de segurança e testemunhas disseram depois que foi um mal-entendido.

O motorista que se aproximou ao comboio foi identificado como Ibrahim al-Ajouli, de 21 anos, e ficou gravemente ferido ao receber vários tiros no peito, acrescentaram as fontes, antes de precisar que foi levado a um hospital.

O veículo que de Ajouli se aproximou aparentemente demais da comitiva onde viajava Tayyip Abdel Rahim, secretário-geral da Presidência da ANP, o que alertou seus guarda-costas, que atiraram contra o suposto atacante.

Forças policiais foram chamadas ao local do fato para investigar as circunstâncias do tiroteio e comprovar se foi um fato relacionado às disputas políticas atuais entre o movimento nacionalista Fatah - do presidente palestino - e a facção islâmica Hamas.

A tensão entre os dois grupos rivais aumentou após junho de 2007, quando os islamitas assumiram o controle da Faixa de Gaza, após enfrentar com armas, ameaçar e expulsar a forças leais ao presidente Abbas. EFE nm-sar-db/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.