Forças Armadas uruguaias passarão a aceitar homossexuais

O presidente uruguaio, Tabaré Vázquez, assinou esta semana um decreto que habilita a entrada de homossexuais nas Forças Armadas, modificando as condições de admissão de acordo com a orientação sexual do recruta, informaram à AFP fontes da presidência.

AFP |

O decreto, recentemente promulgado pelo governante, estabelece que "a opção sexual dos postulantes a entrar para as Escolas de Formação de Oficiais não será considerada justificativa de não aptidão pelas comissões, tribunais médicos e autoridades atuantes".

A lei anterior continha diversos elementos discriminatórios, como aqueles especificando que "dentro das doenças e transtornos mentais, são consideradas justificativas de não aptidão, em relação aos requisitos psicofísicos, os transtornos da identidade sexual".

fb/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG