Bagdá, 27 nov (EFE).- As Forças Armadas dos Estados Unidos comemoraram hoje a aprovação do acordo de segurança entre Washington e Bagdá aprovada pelo Parlamento iraquiano e que regulará a presença militar americana no país a partir de dezembro.

"Os Estados Unidos dão as boas-vindas hoje à aprovação pelo Parlamento iraquiano do Acordo Marco Estratégico (sobre as relações entre EUA e Iraque) e do Acordo de Segurança", diz um comunicado emitido hoje e assinado pelo embaixador americano em Bagdá Ryan C.

Crocker e pelo comandante-em-chefe do Exército dos EUA no Iraque, Raymond Odierno.

Em uma votação-chave para o futuro do Iraque, o Parlamento aprovou hoje este acordo com os EUA, que fixa o marco legal que permitirá aos soldados americanos seguir em território iraquiano até o final de 2011.

O chamado Acordo Sobre o Status das Forças Militares Estrangeiras recebeu voto favorável de 149 legisladores, entre os 198 que estiveram presentes na sessão de hoje, em meio a gritos e queixas da bancada da oposição.

As tropas americanas, cerca de 150 mil soldados, estão no Iraque graças a um mandato dado pelo Conselho de Segurança da ONU que vence o 31 de dezembro deste ano.

Na nota emitida hoje, os militares americanos expressam seu desejo de que o acordo seja ratificado pelo Conselho Presidencial, formado pelo presidente do país e os dois vice-presidentes, o último requisito necessário para seu total aprovação.

"Tomados juntos, estes dois acordos formalizam um forte e equitativa associação entre os Estados Unidos e Iraque", comenta a nota.

Além disso, ressalta que estes pactos oferecem os meios para assegurar as melhoras conseguidas entre ambos os estados em questões de segurança e para evitar futuros ataques.

Finalmente, felicitam ao Governo iraquiano por "haver tornado este acordo possível". EFE am/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.