Forças Armadas americanas acham que Iraque está pronto para assumir segurança

Washington, 1º mar (EFE).- O chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas americanas, Mike Mullen, afirmou hoje que o Iraque já tem condições de assumir o controle do país quando as tropas estrangeiras se retirarem.

EFE |

Mullen disse no programa "Fox New Sunday" que os oficiais preferem não falar de "ganhar ou perder" no Iraque, e que, na sua opinião, o Governo iraquiano está pronto para assumir o controle da segurança.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse na semana passada que a maior parte dos 142 mil militares americanos posicionados no Iraque voltará para casa até 31 de agosto de 2010.

No entanto, segundo o plano de Obama, após agosto do próximo ano, permanecerão no país árabe entre 35 mil e 50 mil soldados, que darão treinamento e assessoria às Forças Armadas iraquianas.

Mullen disse que, em suas reuniões, Obama "ouviu a cúpula militar e se deixou assessorar" antes de fazer o anúncio da retirada.

O almirante assegurou que foi uma decisão "muito pensada" e disse ter "muita confiança" no processo.

Como chefe do Estado-Maior, Mullen é o principal assessor militar do presidente e do secretário de Defesa, Robert Gates.

Neste sentido, assegurou que o presidente lhe pediu assessoria em matéria de terrorismo.

"Obama me pediu que dê especial atenção à ameaça terrorista, liderada pela Al Qaeda, mas também a outras possíveis ameaças", disse Mullen.

O almirante ressaltou que, embora o Governo tenha mudado, "continuamos claramente comprometidos em perseguir o terrorismo até que a ameaça desapareça". EFE elv/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG