"Foi ato terrorista", diz governador de Nova York

David Paterson diz que cidade, o Estado e a polícia federal vão se mobilizar para levar à Justiça os culpados pela ação

AFP |

O governador do Estado de Nova York, David Paterson, qualificou de "ato terrorista", a tentativa de atentado com um carro-bomba no centro da cidade de Nova York na noite deste sábado e prometeu punir os culpados.

"Felizmente, ninguém ficou ferido e agora a cidade, o Estado e a polícia federal vão se mobilizar para levar ante a Justiça aquele ou aqueles responsáveis pela ação", escreveu o governador em nota, após agradecer os que ajudaram a descobrir o veículo.

No mesmo dia, a secretária americana de Segurança Interior, Janet Napolitano, disse em entrevista ao canal ABC que a tentativa de atentado com carro-bomba no coração de Nova York na noite de sábado foi "um ato isolado".

A ação foi frustrada após um vendedor ambulante que passava pelo local avisar a polícia que isolou as ruas próximas.

O veículo, estacionado num dos mais famosos bairros de Manhattan, continha três bujões de propano, dois galões de 19 litros de gasolina, fios elétricos e fogos de artifício. Ninguém ficou ferido. 

    Leia tudo sobre: NYterrorismo

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG