A chefe de política externa da União Europeia (UE), Caroline Ashton, chegou nesta quinta-feira à Faixa de Gaza, no mesmo dia em que militantes palestinos dispararam um foguete contra Israel, matando um homem.

AFP
Ashton visita campo de refugiados palestinos

Ashton visita campo de refugiados palestinos

Ashton é uma das mais altas figuras políticas ocidentais a visitar o território palestino desde que o Hamas tomou o poder.

O foguete atingiu o kibutz (comunidade agrícola) de Netiv Ha'assera no sul de Israel, matando um trabalhador rural estrangeiro, na primeira fatalidade provocada por um míssil palestino desde o fim da ofensiva israelense contra Gaza em janeiro de 2009.

Após o ataque, Caroline Ashton afirmou que "condena qualquer tipo de violência". "Nós temos que encontrar uma solução pacífica para estas questões e problemas. Nós precisamos avançar", disse ela

Negociações de Paz

A visita de Ashton faz parte de uma nova tentativa da União Europeia e dos Estados Unidos para reviver as emperradas negociações de paz no Oriente Médio.

Mediadores internacionais do grupo conhecido como o quarteto - União Européia, EUA, ONU e Rússia - irão se encontrar posteriormente em Moscou.

A diplomata-chefe da União Europeia se encontrará com a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, que chegou à capital russa para as conversas.

O correspondente da BBC em Gaza, Jon Donnison, relata que Ashton não deve se encontrar com líderes do Hamas durante a sua breve visita.

A União Europeia é a principal fonte de ajuda externa dos palestinos, fornecendo um bilhão de euros por ano. Ashton afirmou que queria conferir pessoalmente o impacto que a ajuda europeia representa.

Durante a viagem ao Oriente Médio, ela deve se encontrar com o primeiro-ministro Palestino, Salam Fayyad, e com o presidente israelense, Shimon Peres.

Leia mais sobre Oriente Médio

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.