Tamanho do texto

Focas estão ajudando cientistas a coletar novas informações sobre o aquecimento global no continente antártico. Com um aparelho acoplado à cabeça, elas transmitem informações sobre o mar abaixo da camada de água congelada, o que métodos normais de monitoramento do oceano não conseguem fazer.

A informação permite que se calcule a extensão do gelo que se forma no mar durante o inverno.

"Agora podemos medir partes do oceano que nunca pudemos medir antes", diz Steve Rintoul, pesquisador da CSIRO, uma organização de pesquisa da Austrália.

As 85 focas equipadas com o aparelho estão recolhendo dados sobre salinidade e mudanças de temperatura.

Elas já forneceram informações sobre as características de mais de 16 mil áreas congeladas.