FMI reconhece e vai negociar com governo de Honduras--porta-voz

WASHINGTON (Reuters) - O Fundo Monetário Internacional reconhece e fará negociações com o governo do presidente Porfirio Lobo em Honduras, disse nesta sexta-feira um porta-voz do FMI, um dia após os Estados Unidos terem pedido a países latino-americanos que restaurem seus vínculos com Tegucigalpa. O porta-voz do FMI Andreas Adriano disse à Reuters que o fundo pretende enviar uma missão a Honduras para realizar uma avaliação econômica, a primeira desde o golpe de Estado que derrubou o presidente Manuel Zelaya no ano passado.

Reuters |

Quando perguntado se o FMI tinha recebido alguma solicitação de empréstimo por parte de Honduras, Adriano afirmou: "Não recebemos nenhum pedido de ajuda financeira".

(Reportagem de Lesley Wroughton)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG