FMI: medidas adotadas na UE impedirão agravamento da crise

O Fundo Monetário Internacional (FMI) considerou nesta terça-feira que as ações adotadas na Europa para enfrentar a crise financeira devem permitir ao Velho Continente evitar que a crise tenha conseqüências mais graves.

AFP |

"Inclusive se a crise financeira mundial provocar uma forte desaceleração da atividade econômica, as ações adotadas em todas as frentes para controlar esta situação deveriam permitir evitar que a crise tenha conseqüências mais graves", declarou em Bruxelas o diretor do FMI para a Europa, Alessandro Leipold.

Segundo as previsões do FMI, o crescimento na Eurozona será de 1,3% do PIB em 2008 e de apenas 0,2% em 2009.

"As estimativas continuam sendo válidas em seu conjunto", afirmou Leipold.

far/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG