FMI estuda conceder crédito à Geórgia para apoiar país após conflito

Tbilisi, 28 ago (EFE) - O Fundo Monetário Internacional (FMI) estuda a possibilidade de conceder à Geórgia um empréstimo de US$ 750 milhões para respaldar a economia do país após o conflito bélico com a Rússia, informou hoje a agência Bloomberg. Os Estados Unidos e outros países do Grupo dos Sete (G7, sete nações mais industrializadas do mundo) apóiam a concessão do crédito, disse um porta-voz do FMI à imprensa. O volume do empréstimo supera em três vezes a cota da Geórgia no FMI, cujas normas permitem conceder créditos em tais condições em casos extraordinários. Em 11 de agosto, o FMI lamentou o prejuízo econômico causado pelo conflito na Geórgia, que nos últimos anos trabalhou intensamente para melhorar o bem-estar de seus cidadãos, manteve uma política macroeconômica balanceada, aplicou amplas reformas econômicas e fortaleceu o setor financeiro e o clima investidor. Uma missão do FMI permanecerá até 3 de setembro na Geórgia, que é membro do Fundo desde 1992 e atualmente tem perante ele uma dívida de US$ 235,9 milhões. A economia georgiana depende em alto grau dos investimentos externos, pois o país tem um alto déficit do balanço de pagamentos e do comercial (o saldo comercial negativo da Geórgia aumentou no primeiro semestre deste ano em 41%, até os US$ 2,36 bilhões). O Produto Interno Bruto (PIB) do país cresceu na primeira metade do ano 9,3%. O primeiro-ministro georgiano, Lado Gurgenidze, tinha avaliado os prejuízos do país no conflit...

EFE |

EFE mv/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG