FMI elogia situação econômica do Iraque em 2008

Washington, 17 dez (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) qualificou hoje como encorajadores os eventos econômicos registrados este ano no Iraque, informaram fontes do organismo.

EFE |

"Ao melhorar a segurança e a situação política, a atividade econômica aumentou e a produção e as exportações de petróleo subiram", disse Takatoshi Kato, subdiretor do organismo, ao divulgar a segunda revisão de um acordo contingente com o Iraque.

O acordo "stand by" para apoiar o programa econômico do Iraque vigente até março de 2009 põe à disposição do país US$ 729,3 milhões.

Esses fundos foram considerados como "de precaução" pelas autoridades iraquianas e não se projeta sua utilização, disse o FMI.

No entanto, apesar dos eventos encorajadores, a queda nos preços do petróleo teve um impacto negativo nas perspectivas do Iraque, disse Kato.

Acrescentou que os esforços iraquianos destinados a reconstruir sua infra-estrutura e suas instituições e a conseguir um maior crescimento econômico dependem "de maneira crítica da evolução da segurança, do uso de menos receita do petróleo e da aplicação de reformas estruturais".

Segundo Kato, é importante para o país acelerar as reformas estruturais, e é preciso "um esforço maior" para fortalecer a governabilidade e a luta contra a corrupção, "especialmente no setor dos hidrocarbonetos".

Ao mesmo tempo, é necessário estabelecer um novo marco legislativo para facilitar os investimentos nesse setor, acrescentou. EFE ojl/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG