FMI: conselho administrativo se reúne para analisar caso Strauss-Kahn

O Fundo Monetário Internacional anunciou que seu conselho de administração se reuniu neste sábado para analisar os resultados da investigação sobre seu diretor, Dominique Strauss-Kahn, suspeito de favorecer uma subordinada.

AFP |

A investigação tenta determinar se Strauss-Kahn favoreceu a Piroska Nagy, uma subordinada que manteve relações sexuais com o diretor do FMI.

Segundo o Fundo, o Conselho divulgará um comunicado, ainda hoje, sobre o resultado da investigação independente.

O conselho de administração já tinha confirmado na segunda-feira passada que havia uma investigação sobre "a possibilidade de um comportamento pessoal impróprio do diretor-geral".

"A investigação foi sobre em que condições" Piroska Nagy "saiu do FMI".

Strauss-Khan admitiu que teve uma relação extra-conjugal com a economista húngara Piroska Nagy quando ambos estavam no FMI, mas nega ter beneficiado a subordinada com uma indenização fora de ordem.

chr/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG