FMI aprova linha de crédito de US$ 47 bi para o México

O Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou formalmente, nesta sexta-feira, uma linha de crédito de US$ 47 bilhões para o México. Esta é a primeira vez que um país fecha um acordo com o Fundo na modalidade de Linha de Crédito Flexível, anunciada no final do mês passado e desenvolvida para ajudar economias em desenvolvimento com bons desempenhos a lidarem com os efeitos da crise econômica internacional.

BBC Brasil |

Esta modalidade de linha de crédito- que não estabelece condições após a realização do empréstimo nem impõe limites às quantias emprestadas - está sendo procurada também por diversos países da Europa Oriental, que foram fortemente atingidos pela crise.

Leia também na BBC Brasil: FMI anuncia reforma em sua política de empréstimos
O governo mexicano, no entanto, já afirmou que a medida é apenas uma precaução e que não pretende utilizar o dinheiro do empréstimo.

Cerca de 80% das exportações mexicanas são direcionadas aos Estados Unidos, e o país tem sofrido bastante com a recessão na economia vizinha.

A produção industrial mexicana caiu mais de 13% no mês passado, o maior declínio em 14 anos.

O peso mexicano também está em uma trajetória de queda, tendo perdido cerca de 20% de seu valor em relação ao dólar durante o ano passado.

Após o anúncio de que o país buscaria uma linha de crédito com o FMI, no início do mês, o valor do peso e o mercado de ações mexicano começaram a apresentar reações positivas.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG