Um físico de origem chinesa se declarou culpado nesta segunda-feira, ante um tribunal americano, de exportar de maneira ilegal para a China tecnologia para lançamentos espaciais, denunciaram funcionários do governo dos Estados Unidos.

Shu Quan-Sheng, que também possui cidadania americana, admitiu que exportou para Pequim informação sobre o projeto e desenvolvimento de um sistema de combustível para o lançamento de naves espaciais entre 2003 e 2007, informou o Departamento de Justiça.

jkb/mac/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.