Fiscal de banco é condenado por roubar contas para comprar cocaína

Um ex-chefe do setor de combate a fraudes de um banco britânico foi condenado a três anos e oito meses de prisão por roubar dinheiro de contas de clientes para pagar por bebidas e cocaína. Richard Crawford, de 41 anos, tinha acesso aos detalhes pessoais de contas do escritório de Leeds do First Direct, uma divisão do banco HSBC.

BBC Brasil |

De acordo com o jornal Yorkshire Post, o funcionário cuidava de contas que tinham mais chances de serem alvos de criminosos.

Durante oito meses, Crawford transferiu mais de 173 mil libras (cerca de R$ 505 mil) para outras contas. Ele conseguiu ter acesso apenas a 110 mil libras (aproximadamente R$ 321 mil) porque o banco cancelou algumas das transações.

O dinheiro ia para outras dez contas de pessoas que, em troca de pequenos pagamentos, permitiam que Crawford retirasse o dinheiro transferido de forma ilegal.

Divórcio
Além de Crawford, outras oito pessoas foram condenadas a penas de prisão que chegam a até dois anos, segundo o jornal da região de Leeds.

Crawford trabalhava no banco há 20 anos e, há 13, liderava o setor de combate a fraudes. Seu salário anual era de 65 mil libras (cerca de R$ 190 mil).

Em 2008, o executivo passou por um divórcio e, a partir de então, teria começado a beber e consumir cocaína. No meio de 2009, ele foi demitido.

"Você teve acesso a todo o sistema de segurança e tinha o envolvimento necessário para conseguir fazer transferências de dinheiro", afirmou o juiz do tribunal de Leeds, Peter Collier, ao anunciar a sentença de Crawford.

"Você sabia que seu endereço de protocolo de internet não seria revelado ao banco no processo", acrescentou. "Foi um escandaloso abuso de confiança da sua parte."

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG