Firma holandesa que usa gordura humana em biscoitos é montagem artística

Haia, 26 nov (EFE).- A empresa holandesa que assegurava fabricar biscoitos para exportar a países em desenvolvimento a partir de gordura humana obtida em operações de lipoaspiração é uma montagem artística cuja pretensão é denunciar as dificuldades que algumas regiões do mundo tem para ter acesso a alimentos.

EFE |

Segundo confirmou à Agência Efe a fabricante de biscoitos Irfak, que divulga seus produtos na internet, é uma entidade fictícia idealizada pelo artista Mieke Smits, que se faz passar por fundadora do projeto empresarial.

A montagem faz parte da exposição de arte "Glocal Affairs", centrada na inter-relação entre as escalas globais e locais e que atualmente pode ser visitada na cidade holandesa de Maastricht.

Um programa da televisão holandesa "Netwerk" havia anunciado que esta noite exibiria uma reportagem especial sobre o suposto projeto de Irfak.

O site criado para promover a montagem explica que a Irfak recicla a gordura humana restante de lipoaspirações para elaborar biscoitos e outros produtos alimentícios para enviar a países em desenvolvimento ou em situação de emergência.

A suposta fundadora do projeto empresarial, que na realidade é uma artista, indica que um de seus produtos, fechado hermeticamente para poder ser distribuído inclusive nas situações mais adversas, é composto por "5 % de gordura humana, outros 50% de açúcar e uma enorme quantidade de vitaminas". EFE mr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG