Finasterida é retirada da lista de produtos dopantes

A finasterida, medicamento usado para evitar a queda de cabelo, a partir de 2009 não constará mais da relação de produtos dopantes do Código Mundial Antidoping, anunciou nesta segunda-feira a Agência Mundial Antidoping (AMA).

AFP |

Esse produto entrou na lista negra em 2005 depois que investigações de um laboratório de Colônia (Alemanha) provaram claramente sua capacidade para dissimular o consumo de certos esteróides, como a nandrolona.

Com a instauração do passaporte biológico dos esportistas, os laboratórios de análises contam com recursos suficientes para acompanhar o perfil esteroidal de um atleta e impedir os efeitos da finasterida, segundo Olivier Rabin, diretor-científico da AMA.

"Isto faz parte dos esforços que fazemos em vários níveis para colocar muitos obstáculos na vida dos atletas quando se pode encontrar outras estratégias para combater o doping", Rabin.

Em quatro anos, dezenas de esportistas foram flagradas com esse medicamento, sem justificar seu uso terapêutico e foram suspensos até por dois anos.

"Os casos foram julgados e, se os atletas foram punidos, é porque foram negligentes, pois ninguém pode ignorar a lei nem a lista de produtos proibidos sendo um esportista de alto nível", afirmou Rabin.

stp/nh/cn/

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG