Fim de apuração na Islândia confirma ampla vitória da esquerda

Reykjavik (Islândia), 26 abr (EFE).- A coalizão de esquerda liderada pela primeira-ministra Johanna Sigurdardottir (socialdemocrata) venceu as eleições legislativas antecipadas da Islândia ao receber o apoio de 49,7% dos eleitores, apurados 100% dos votos.

EFE |

Com este resultado, o partido da primeira-ministra e seus aliados asseguraram 34 das 63 cadeiras do Althingi, o Parlamento unicameral islandês.

Segundo as autoridades eleitorais, a Aliança Socialdemocrata, à qual Sigurdardottir pertence, obteve 28,8% dos votos e 20 cadeiras.

Já seu aliado no Governo, o Movimento de Esquerda Verde, recebeu apoio de 20,9% dos eleitores e conquistou 14 assentos.

Terceiro colocado na disputa, o conservador Partido da Independência teve 22,9% dos votos e elegeu 16 deputados.

Por sua vez, o Partido Progressista, de centro, ficou em quarto, com 14,3% dos votos e nove cadeiras.

Outra legenda a garantir sua representação no Parlamento foi o recém-criado Movimento Cidadão, votado por 7% dos eleitores e assegurou quatro assentos.

O Partido Liberal desceu mais de cinco pontos até o 2,1 e perdeu os 4 deputados que tinha.

Esta é a primeira vez em que a esquerda alcança a maioria absoluta numa eleição e que o Partido da Independência perde sua condição de força hegemônica nos 65 anos de independência do país, que tem cerca de 320 mil habitantes.

Ainda segundo as autoridades, a participação no pleito, convocado há dois meses por causa da grave crise econômica que a Islândia vive, foi de 85,1%. EFE alc/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG