Fim da trégua: Hamas assume tiros de obus de morteiro sobre Israel

As Brigadas Ezzedine Al-Qassam, braço armado do Hamas, assumiram neste sábado seus primeiros tiros de obus de morteiro sobre Israel desde o fim da trégua na sexta-feira, indicou um comunicado do grupo.

AFP |

"Atiramos sábado seis obuses de morteiro na direção de Israel. Esta é a primeira vez que atiramos sobre Israel desde o fim da trégua", destacou o texto das Brigadas Ezzedine Al-Qassam.

Um porta-voz do exército israelense indicou à AFP que quatro obuses de morteiro caíram em Israel perto da passagem de Soufah, no sudeste da Faixa de Gaza. Estes tiros não deixaram vítima nem causaram danos materiais, destacou o porta-voz.

Em um comunicado, o porta-voz do Hamas, Fawzi Barhoum, afirmou que a "resistência palestina deve responder ao crime da ocupação e advertiu que os sionistas devem pagar o preço da política de seu governo que utiliza métodos criminosos e terroristas contra o povo palestino".

Os primeiros tiros palestinos realizados pouco após o fim da trégua, na manhã de sexta-feira, foram reivindicados pelas Brigadas Al-Qods, braço armado da Jihad Islâmica.

O anúncio do braço armado do Hamas foi feito pouco tempo depois de um ataque aéreo israelense contra um grupo de lançadores de foguetes palestinos na Faixa de Gaza, membros das Brigadas dos Mártires Al-Aqsa, ligadas ao Fatah do presidente palestino Mahmud Abbas.

Um palestino foi morto e três outros foram feridos neste ataque.

As Brigadas Ezzedine Al-Qassam haviam anunciado nesta sexta-feira pouco depois das 06H00 hora local (04H00 GMT) o fim oficial de seis meses de trégua das violências com Israel.

"A trégua acabou e não será refeita porque o inimigo sionista não respeitou suas condições", afirmou o grupo armado.

az-cad/lm

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG