Filmes brasileiros não estariam entre os favoritos para Palma de Ouro

Cannes (França), 23 mai (EFE).- Ainda não há um grande favorito para levar a Palma de Ouro da 61º edição do Festival de Cannes, mas as produções brasileiras Blindness, de Fernando Meirelles, e Linha de Passe, de Walter Salles e Daniela Thomas, não são apontadas como fortes concorrentes ao prêmio.

EFE |

A maioria das apostas indica que Clint Eastwood, Ari Folman ou Matteo Garrone podem levar a Palma de Ouro.

Todas as especulações levam em conta o que o ator e diretor americano Sean Penn, presidente do Júri, disse no primeiro dia do Festival.

"Qualquer que seja nossa decisão para a Palma de Ouro, temos todos uma mesma idéia. Devemos estar seguros de que o cineasta que fez esse filme era consciente da situação, da época e do mundo em que vive", afirmou.

Essa premissa social é cumprida por muitos filmes dentre os já apresentados na competição e por isso o leque de possibilidades é amplo.

O filme de Clint Eastwood, "Changeling", fala sobre o desaparecimento de uma criança e a corrupção policial. A produção entra em todas as apostas, embora tenha mais possibilidade de receber o prêmio como melhor diretor.

Já o documentário de Ari Folman, "Waltz with Bashir", fala sobre o papel de Israel no massacre de palestinos em Sabra e Shatila (Líbano) em 1982. As apostas indicam que o filme receberá algum prêmio.

Dois filmes italianos aparecem entre os favoritos: "Gomorra", de Matteo Garrone, e "Il Divo", de Paolo Sorrentino, dois retratos demolidores da máfia e da política da Itália, respectivamente. EFE agf/bm/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG