Filipinas prepara evacuação de 200 mil pessoas pelo tufão "Songda"

Presidente do país afirmou que mais de 49 mil famílias vão deixar suas casas. Ventos do tufão podem chegar a 160 km/h

EFE |

As autoridades filipinas começaram nesta quarta-feira os preparativos para evacuar cerca de 200 mil pessoas ao leste do país perante a chegada nos próximos dias do tufão "Songda", que ganhou força nas últimas horas. José Salceda, governador da província de Albay, ao leste da ilha de Luzon, assegurou em entrevista a uma emissora de rádio que sua administração prepara-se para a evacuação de 49.893 famílias durante pelo menos dois dias devido ao risco de inundações e deslizamentos de terra.

A agência estatal de Meteorologia (Pagasa) anunciou em seu último boletim que o "Songda" passou de tempestade tropical a tufão por volta das 12h locais (1h de Brasília), com ventos sustentados de 130 km/h, com sequências de até 160 km/h. O tufão está situado cerca de 350 quilômetros ao leste da província de Samar, no litoral oriental do país e se desloca em direção noroeste a uma velocidade aproximada de 9 km/h.

A Pagasa elevou o alerta ao nível dois, em uma escala de cinco, nas províncias de Catanduanes, Sorsogon, Albay, Camarins Sul, Camarins Norte e Samar, enquanto outras sete províncias seguem em alerta um. Os meteorologistas não descartam que o tufão chegue no fim de semana a Manila, que há dias sofre fortes aguaceiros e inundações em algumas áreas, onde 80 famílias foram evacuadas.

O presidente do país, Benigno Aquino, pôs em alerta várias agências governamentais para alcançar o objetivo de nenhuma vítima fatal. Ao todo, 33 pessoas morreram neste mês nas Filipinas pela tempestade tropical "Aere", a primeira da incipiente estação chuvosa que a cada ano deixa o saldo de 15 a 20 tufões.

    Leia tudo sobre: FILIPINASTUFÃOclima

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG