Filipinas aumentam alerta de segurança após ataques na Indonésia

Manila, 18 jul (EFE).- As forças de segurança das Filipinas foram colocadas hoje em estado de alerta máximo para impedir atentados de rebeldes islâmicos, um dia depois que duas bombas matassem nove pessoas e deixassem 50 feridos na capital da vizinha Indonésia.

EFE |

O porta-voz da Polícia, superintendente chefe Leonardo Espina, afirmou que serão especialmente vigiados locais públicos como shoppings, hotéis e estações de ônibus, onde os insurgentes já fizeram ataques no passado.

Ele pediu aos cidadãos que alertem as autoridades para qualquer comportamento suspeito, explicou que serão erguidos controles de estrada em torno de Manila.

Espina afirmou que os agentes redobrarão os esforços no sul do arquipélago, onde operam os guerrilheiros da Frente Moura de Libertação Islâmica e Abu Sayyaf, vinculados à Jemaah Islamiya, o braço da Al Qaeda no Sudeste Asiático e a quem foram atribuídos os ataques de Jacarta.

Há três semanas, uma série de atentados a bomba em várias cidades da ilha de Mindanao deixou uma dezena de mortos e quase 100 feridos.

EFE csm/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG