Pelo menos cinco pessoas morreram e outras 34 ficaram feridas em um atentado a bomba perto de uma igreja católica neste domingo no sul das Filipinas, num ataque atribuído pela polícia a terroristas muçulmanos.

O artefato explodiu quando os fiéis saíam da catedral da Imaculada Conceição de Cotabato após a missa matutina, informou a mesma fonte.

Quatro pessoas, incluindo dois soldados, morreram na hora. Uma quinta vítima chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu.

Froi Cordero, sacerdote que ajudou a levar os feridos para o hospital, afirmou que entre os feridos havia muitas mulheres e crianças.

O prefeito da cidade, Muslimin Sema, indicou que os feridos chegavam a 34 e anunciou a mobilização das forças de segurança para prevenir novos ataques.

"Condeno este ataque contra civis inocentes", declarou.

Até o momento, ninguém reivindicou o ataque, mas o porta-voz militar regional, o tenente coronel Jonathan Ponce, atribuiu o atentado à Frente Moura de Libertação Islâmica (MILF, na sigla em inglês).

"O grupo de operações especiais do MILF está por trás disto", acusou Ponce, acrescentando que o grupo realizou ataques semelhantes nas últimas semanas.

O MILF, que conta com cerca de 12.000 homens, leva a cabo uma guerrilha há 30 anos para estabelecer um Estado islâmico independente no sul das Filipinas.

strs-jvg/ap

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.