Filip Vujanovic é eleito primeiro presidente de um Montenegro independente

Podgórica, 6 abr (EFE).- Filip Vujanovic se transformou hoje no primeiro presidente de um Montenegro independente ao vencer com maioria absoluta o primeiro turno das eleições presidenciais do país.

EFE |

Segundo informações do Center for Democratic Transition (CDT), Vujanovic obteve 51,4% dos votos e alcançou a maioria absoluta que lhe garante o triunfo ainda no primeiro turno.

Nas eleições de hoje foi registrada uma alta participação, de 68,7%, informou o CDT.

Vujanovic se apresentou como candidato do Partido Democrático dos Socialistas (DPS), que domina a cena política de Montenegro desde a década passada.

Vários partidários do DPS, liderado pelo primeiro-ministro e homem forte de Montenegro, Milo Djukanovic, se reuniram diante da sede do partido, no centro de Podgórica, para festejarem a vitória de seu candidato com bandeiras montenegrinas em meio a fogos de artifício e buzinas de carros.

No entanto, não estava presente nesta oportunidade a euforia que marcava as anteriores vitórias deste partido, que está no poder desde o início da década passada e que, com Djukanovic no comando, traçou o caminho de Montenegro em direção à integração euroatlântica e levou o país à independência.

"Vencemos para nosso Montenegro, para um futuro melhor", declarou Vujanovic nesta noite, depois de o DPS proclamar sua vitória, e prometeu que será "o presidente de todos os cidadãos".

"Estejamos juntos, nos voltemos uns para os outros, pois juntos temos que construir uma vida melhor. Trabalharemos juntos no caminho europeu de Montenegro, pois este país deve estar na União Européia (UE)", declarou Vujanovic.

Djukanovic felicitou seu candidato pela "vitória brilhante" e se mostrou convencido de que irá ampliando o consenso em torno da política pró-européia do DPS e dos "social-democratas", seus aliados da coalizão no poder.

Montenegro assinou no ano passado o importante Acordo de Estabilização e Associação com a UE e espera poder se transformar em breve em país candidato à adesão.

Três aspirantes da desunida oposição montenegrina concorreram hoje com Vujanovic pela Presidência deste pequeno país, de cerca de 620 mil habitantes, que há dois anos se separou do Estado comum que formava com a Sérvia.

Segundo informações preliminares do CDT os rivais de Vujanovic tiveram os seguintes resultados: Andrija Mandic - do Partido Popular Sérvio de Montenegro (SNS) - alcançou 20,4% dos votos, Nebojsa Medojevic - do Movimento por Mudanças (PZP) - obteve 15,7% e Srdjan Milic - do Partido Socialista Popular (SNP) - recebeu 11,3% dos votos.

Medojevic felicitou Vujanovic, mas não deixou de criticar o Governo ao afirmar que os cidadãos votaram no candidato governamental "pelo medo do regime", que, segundo ele, comprava documentos de identidade dos eleitores para poder usar seus votos.

A expectativa é que os primeiros resultados oficiais da comissão eleitoral sejam divulgados amanhã. EFE dp/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG