Filhos não falam com Madoff desde confissão da fraude

Nova York, 3 jun (EFE).- Os filhos de Bernard Madoff não voltaram a falar com o pai desde que ele confessou, em dezembro passado, que tinha montado e mantido durante duas décadas uma pirâmide financeira de US$ 65 bilhões, segundo a revista Vanity Fair.

EFE |

A revista publica hoje em seu site um artigo em que detalha que Mark, de 45 anos, começou a chorar quando recebeu a informação, enquanto seu irmão Andrew, de 43, se cansou do pai, que espera na prisão uma sentença que poderia mantê-lo atrás das grades pelo resto da vida.

Segundo os detalhes da confissão, em 10 de dezembro Madoff reuniu os dois filhos em seu apartamento de US$ 7 milhões em Manhattan e reconheceu que seu negócio de assessoria de investimento era na realidade um gigantesco esquema fraudulento.

No dia seguinte à confissão, os filhos alertaram às autoridades e a Polícia deteve o investidor nova-iorquino.

Aparentemente, Madoff disse às autoridades que o montante de sua fraude rondava US$ 50 bilhões, mas depois foram conhecidos documentos que elevavam a quantia a US$ 65 bilhões.

Segundo o artigo da "Vanity Fair", Andrew Madoff começou a chorar no chão da cozinha do apartamento ao saber da notícia.

Seu irmão Mark, por outro lado, reagiu com grande insatisfação em relação a seu pai e, segundo a revista, desde então nenhum deles voltou a falar com Madoff e com a mãe, Ruth.

Desde que a fraude veio à tona, o nome Madoff virou sinônimo de vigarista, o que condicionou enormemente a vida dos filhos e seus parentes.

A revista assegura, por exemplo, que Andrew Madoff faz as reservas em restaurantes com o nome de sua noiva e chegou a brigar com um ex-colega de trabalho que o acusava de ter enriquecido com a fraude.

Ambos os irmãos, que trabalhavam com o pai, ganhavam US$ 5 milhões ao ano e poderiam perder toda a fortuna no processo de indenização às vítimas.

Com o tempo, Mark Madoff, o mais velho, ficou obsessivo com o caso e se tornou em um tenaz investigador, a ponto de escrever pontualmente em seu blog tudo o que sabe.

Por outro lado, o mais jovem dos irmãos optou por se distanciar emocionalmente do que considera "uma traição de pai para filho de proporções bíblicas", diz a revista. EFE mgl/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG