Filho de Osama bin Laden pede asilo político à Espanha

Madri - Omar Osama bin Laden, um dos 19 filhos do líder da Al Qaeda, Osama bin Laden, pediu asilo político à Espanha após desembarcar no aeroporto madrilenho de Barajas, confirmaram hoje à Agência Efe fontes do Ministério do Interior.

EFE |

O filho de Osama bin Laden, de 27 anos, é casado com a britânica Jane Felix-Browne, e está retido na sala de espera do aeroporto da capital espanhola aguardando uma decisão das autoridades sobre seu pedido.

Reuters
Bin Laden é acusado dos atentados de 11/09
Fontes do aeroporto disseram à Efe que, neste momento, Omar bin Laden está sendo interrogado por agentes do Escritório de Asilo e Refúgio espanhol.

As fontes afirmaram que o filho do líder da Al Qaeda chegou a Barajas junto com a esposa em um vôo vindo do Cairo com destino ao Marrocos, que fez escala em Madri, levando um passaporte da Arábia Saudita com dois vistos vencidos, um da Bélgica e outro da Itália.

Aparentemente, Omar Bin Laden pediu asilo na Espanha logo após chegar ao controle de passaportes.

Segundo pedido

Nascido na Arábia Saudita como seu pai, Omar Bin Laden já tinha pedido asilo na embaixada britânica no Egito em abril deste ano, o que foi negado a ele por motivos de segurança.

Os funcionários que cuidaram do caso argumentaram ter provas de que ele ainda é leal a seu pai.

Dias depois Omar anunciou que solicitaria uma permissão de residência na França.

AFP
Omar Bin Laden é filho de Osama Bin Laden
"Quando estava com meu pai, vivia como um príncipe. Agora tenho que revirar Paris para obter uma permissão de residência. Que miséria!", lamentou Omar em entrevista publicada pela revista "Paris Match".

O filho do famoso terrorista se declara "religioso, mas não extremista", diz praticar o Islã de uma forma "aberta e pacifista" e garante que "sua porta sempre estará aberta aos políticos que queiram a paz no mundo".

Em outra entrevista à emissora americana de televisão "CNN", em janeiro, Omar Osama bin Laden pediu ao líder da Al Qaeda que busque "outra maneira de conseguir seus objetivos", mas descartou que seu pai seja um "terrorista".

"O uso de bombas e armas não é bom para ninguém", afirmou.

    Leia tudo sobre: osama

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG