Filho de Karrubi nega que pai tenha deixado Teerã

Teerã, 30 dez (EFE).- O filho do clérigo opositor iraniano Mehdi Karrubi negou que seu pai tenha deixado Teerã hoje, como assegurou a agência de notícias estatal Irna.

EFE |

Em declarações divulgadas pelo site "Sahamnews", favorável a Karrubi, Hussein Karrubi garante que encontrou com seu pai em Teerã às 21h locais (15h30 de Brasília), horário em que a notícia foi publicada.

"Certos grupos tentam criar um clima de medo e de terror; divulgam notícias sobre sua detenção ou exílio para pressionar", afirmou Hussein, que assegurou que o outro líder opositor, Mir Hussein Moussavi, também está na capital.

Esta informação ainda não foi confirmada por outras fontes.

A agência estatal "Irna" afirmou nesta quarta-feira que dois líderes da oposição tinham abandonado Teerã em direção ao norte do país.

Segundo a fonte, que não nomeou os citados líderes, ambos teriam fugido da capital durante a manifestação que os partidários do Governo iraniano fizeram nesta quarta-feira em diferentes pontos do país.

O site "Jaras", administrado pela oposição, diz que Moussavi e Karrubi foram levados pelos serviços de Inteligência para a cidade de Kalarabad, no norte do Irã.

Centenas de milhares de iranianos saíram hoje nas ruas de Teerã e das principais cidades do país para expressar seu apoio ao Governo e condenar os protestos da oposição durante a festa sagrada da Ashura.

Os manifestantes pediram, além disso, um castigo exemplar para os líderes da revolta.

Segundo a "Irna", o aiatolá Alam al-Hoda, imame do sermão da sexta-feira na cidade de Shiraz, disse hoje que se os líderes da conspiração não pedirem perdão por seus atos, podem ser considerados "Mohareb" (inimigos de Deus), crime punido no Irã com pena de morte.

EFE jm-msh/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG