Filha de Fujimori se diz disposta a casar na prisão para que pai compareça

Lima, 22 fev (EFE).- Sachi Marcela Fujimori, filha do ex-presidente peruano Alberto Fujimori, anunciou hoje que pediu permissão para que seu pai compareça ao seu casamento ou para que possa celebrar a cerimônia na prisão em que ele se encontra detido.

EFE |

Em declarações à rádio peruana "RPP", Sachi Marcela disse que não teria problemas em realizar seu casamento religioso na sede da Direção de Operações Especiais da Polícia Peruana, onde Fujimori cumpre pena 25 anos de prisão por violações dos direitos humanos.

"Estamos vendo todos os trâmites para que meu pai possa me levar ao altar", declarou.

Segundo Sachi Marcela, caso seu pai seja autorizado a sair da prisão para acompanhar seu casamento, haverá uma cerimônia particular, apenas com a presença de familiares.

A mais nova das filhas do ex-presidente do Peru informou que já se casou em cerimônia civil com o alemão Mark Koenig.

De acordo com Sachi, "seria um sonho" conseguir que seu pai a leve ao altar. Seu marido demonstrou concordar com a possibilidade de que o casamento seja celebrado dentro da prisão.

"Ficarei bem com qualquer coisa que faça Sachi feliz", garantiu Koenig.

Fujimori foi condenado pela morte de 25 pessoas nos massacres de Barrios Altos e La Cantuta, de 1991 e 1992, respectivamente, e pelo sequestro de um jornalista e um empresário após o autogolpe de Estado de 1992. EFE dub/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG