Filha de Fujimori diz que gostaria de ser presidente do Peru

Lima, 25 jan (EFE).- Keiko Fujimori, filha do ex-presidente peruano Alberto Fujimori, afirmou em entrevista publicada hoje que gostaria de ser presidente do país e que está disposta a se candidatar ao cargo nas eleições de 2011.

EFE |

A congressista mais votada nas eleições de 2006 declarou em entrevista ao jornal "Peru 21" que gostaria ser presidente do Peru e que, "se as bases assim pedirem", assumirá a "responsabilidade" de ser candidata em 2011.

A política, que só tem 34 anos, afirmou que, como candidata, "contaria com o apoio de quem o povo considera o melhor presidente do Peru", uma referência ao pai, que governou o país entre 1990 e 2000 e atualmente é julgado por violação dos direitos humanos durante seu mandato.

Caso chegue à Presidência, Keiko terá poderes para indultar o pai se este for condenado, algo para o que já alertaram vários de adversários políticos da congressista e organizações de direitos humanos.

"Sempre disse que, se eu acredito que a pessoa é inocente, não tenho nenhum problema em indultá-la", declarou à publicação.

"E tenho a convicção de que meu pai é inocente", acrescentou.

Embora reconheça que "o Fujimorismo cometeu grandes erros", Keiko diz que "o balanço é positivo" e que "o tempo e a história julgarão" seu pai, que passa os dias de reclusão estudando pintura e que tem entre seus planos organizar uma exposição de seus quadros. EFE fcg/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG