Tamanho do texto

Dez dos onze milhões de cubanos ainda defendem o regime de 49 anos de Raúl e Fidel Castro em Cuba, afirmou Aleida Guevara, a filha de Che, durante uma conferência na Facultade de Filosofia da Universidade Católica da capital paraguaia.

"Dos 11 milhões de cubanos, 10 defendem a revolução e nós enfrentamos a primeira potência do planeta sem nunca nos curvarmos", afirmou.

Ela admitiu que há muitas necessidades econômicas na ilha comunistsa, mas afirmou que "as coisas materiais não são tão fundamentais".

Aleida deu uma conferência sobre a experiência de vida de seu pai.

hro/jb/cn