Filha de Bush se casa no Texas em meio à discrição em torno da cerimônia

Washington, 10 mai (EFE).- Jenna Bush, uma das filhas gêmeas do presidente dos Estados Unidos, George W.

EFE |

Bush, se casa hoje no rancho de seu pai em Crawford (Texas) em meio à discrição absoluta.

Em seu programa de rádio semanal aos sábados, Bush mencionou o evento e disse que "esta é uma ocasião de alegria para nossa família, quando vemos a vida feliz que ela têm pela frente com seu marido, Henry" Hager.

Embora Bush tenha comunicado ao mundo inteiro que sua filha está se casando, a Casa Branca considera que o casamento de Jenna e Henry - para o qual foram convidadas 200 pessoas - é um ato particular e não divulgará informações sobre o evento, apenas algumas fotos no dia seguinte.

Isso não impediu que vários meios de comunicação se deslocassem até Crawford com a esperança de captar alguma informação.

A família Bush já se encontra no rancho para o casamento, que começou na sexta-feira à noite com um jantar de ensaio oferecido pelo pai do noivo, John Hager - presidente do Partido Republicano na Virgínia - em Salado, perto de Crawford.

A mãe da noiva e primeira-dama, Laura Bush, queria que a cerimônia fosse realizada na Casa Branca, segundo ela mesma admitiu, mas Jenna queria que o enlace deveria ser no Texas.

"Nunca morei realmente na Casa Branca", declarou a filha do presidente no mês passado em entrevista à "CNN". "Passei toda a minha vida no Texas, e é no Texas que eu me sinto em casa", explicou.

A cerimônia, ao ar livre, estava marcada para 19h30 (21h30, em Brasília) para evitar o calor.

A noiva usará um vestido do estilista Oscar de la Renta, um dos favoritos de sua mãe.

Segundo a própria Jenna descreveu à "Vogue", o vestido de noiva é de organdi bordado com lantejoulas e tem uma pequena cauda.

A irmã gêmea de Jenna, Barbara, será a dama de honra e estará acompanhada de 14 amigas com vestidos desenhados pela texana Lela Rose.

O casal planeja viver em uma casa de dois quartos em Baltimore, perto de Washington, onde ela pensa continuar trabalhando como professora, e Henry, que se forma este mês na Escola de Negócios da Universidade da Virgínia, atuará em uma companhia elétrica. EFE mv/wr/fal

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG